sexta-feira, 9 de junho de 2017

Junho e os outros



O mês de Junho é um dos meus favoritos. Os outros são Setembro e Dezembro. Os três por razões diferentes. Junho representa o meu lado divertido; Setembro, entre várias outras coisas, o meu lado produtivo, e Dezembro é o meu lado familiar.
Desde pequena que a chegada do mês de Junho desperta em mim uma vontade de devorar (a vida) os dias longos que o caracterizam.  Nos tempos de juventude, era o final do ano lectivo, com o atirar dos cadernos e livros para trás das costas, no sentido figurativo, porque apenas os arrumava na estante; se bem que sou capaz de ter rasgado e maltratado um ou dois cadernos em momentos de celebração e euforia misturadas com raiva e revolta. Uma sensação de nos desprendermos de um peso e poder abraçar a vida sem obrigações. Ora aí vem um Verão inteirinho sem nada para fazer, tantas possibilidades, vou voltar outra pessoa no próximo ano... 
Hoje em dia, já não passo por esse ritual, mas não deixo de gostar do mês de Junho da mesma forma, ou talvez, cada vez mais.
Para começar, há milhentas coisas a acontecer. Há sempre uma razão para sair de casa. Há mais eventos culturais, e claro, muitas festinhas e festões. Celebra-se o nosso país. Os santos populares abençoam o mês em que os amigos parecem querer conviver mais. Não faltam jantaradas e patuscadas. Há finos e caracóis, e eu até ficava feliz só com isto.
Mas, e as esplanadas... Invariavelmente, vou mais ao café durante o Verão, por poder estar na esplanada com a brisa ou o sol a bater-me na cara e não num ambiente fechado e cheio de fumo. Como digo, o meu mês mais sociável. E como é o primeiro mês do Verão, há esta grande vontade de sair à rua, ainda com a energia toda que foi acumulada durante o Inverno, e que está pronta para ser gasta em caminhadas, e braçadas, e alvoradas.
Alô, a descomplicação de sair à rua com uma t-shirt e calções de ganga.
Junho ainda só começou há uma semana, e eu sinto que já vivi mais durante estes dias do que nos primeiros dois meses do ano.
Estão a ver, outros meses? Aprendam, que Junho não dura sempre.

1 comentário:

м♥ disse...

Junho é efetivamente carregado de good vibes :)