segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Boa, agora sou eu que estou a chorar

Esta história.

A solidão é uma coisa muito séria. E como tudo o que diz respeito à saúde emocional e mental do ser humano, tudo é ainda tão tabu e tão ignorado. Nas grandes cidades e não só, perpetua-se cada vez mais esta cultura e modo de viver. "Cada um na sua vida" não significa vivermos todos como ermitas. E se agora os idosos já sofrem tanto com isto, imagino como será quando a minha geração chegar a esta idade. Nós já somos mais individualistas e alienados do que qualquer geração anterior. Se por um lado as tecnologias nos ligam ao mundo, por outro lado, parece que cada vez mais nos estão a afastar uns dos outros. Mas recuso-me a ser negativa e espero que as comunidades respondam a este flagelo (sei que muitas já o fazem).
Um bravo não só aos polícias nesta história, mas também aos vizinhos que decidiram não ignorar o choro vindo da casa ao lado.