sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Mas primeiro, preciso de álcool

Eu nem sei. É da quantidade de pessoas que me vem perguntar qual o meu estado emocional porque estou quase a ir embora. Oh pessoas, pá, eu sei que vocês só estão a ser uns queridos, mas é que tudo a perguntar-me como me sinto é algo que me chateia imenso. Estou feliz e pronto. Contentem-se com essa resposta e não me peçam uma dissertação.
Mas depois, também é a pessoa egocêntrica e narcisista com quem divido casa, a quem fiz mil favores, mas se recusa a fazer-me um pequeno favor.


Depois é o colega de trabalho, falso que dói, que gosta de se armar em boa pessoa e anda sempre a fazer sacanices e a pôr a culpa em cima dos outros. Mais as pessoas calculistas que fazem as coisas de propósito e fazem de conta que foi coincidência. E é mais isto e aquilo e sei lá o que mais. Que danada sexta-feira. Estou mesmo mais que pronta para deixar isto tudo para trás.


 Avé.


1 comentário:

Maria do Mundo disse...

Precisas mesmo de um copo.