domingo, 6 de julho de 2014

De repente

Um fim de tarde de domingo. Deitada na cama a ver o Citizen Kane.
De repente oiço o barulho da chuva e da trovoada. O cheiro da terra molhada do jardim entra pela janela aberta, de onde consigo ver o arco-íris e, uma mescla verde e laranja no céu. O som das pessoas a falar, e das crianças a brincar no parque toda a tarde, deu agora lugar, apenas, ao som da natureza. E de repente, não me sinto tão só.

Sem comentários: