domingo, 8 de junho de 2014

"She's mastering the art"*

Ontem, no final de mais um dia vulgar, igual aos outros dias da semana, dirijo-me ao café para pedir um chiller de baunilha como uma forma de dar início ao meu fim de semana e ao menos fazer algo diferente antes de ir para casa embarcar numa maratona de séries até às quatro da manhã. E o que me acontece? Ao sair do café, escorrego em sopa ou raio que era aquilo no chão e caio de cú perante o olhar incrédulo e estático de toda a gente que lá estava. Para a queda que foi, não me magoei e não me dói nada, só a minha dignidade. Porque ninguém merece cair no chão, num sábado à noite, sóbrio! 




*Diz um amigo meu, relembrando que há poucas semanas fui atropelada por uma bicicleta num passeio à uma da manhã.

Sem comentários: