quarta-feira, 13 de novembro de 2013

English idioms

Desde que estou no meu cursinho de Jornalismo em inglês que tenho aprendido bastantes expressões. Idiomas que são tão recorrentes no dia-a-dia e que muitas vezes nós deixamos passar ao lado quando só atentamos no vocabulário. Algumas delas eu já estava acostumada a ouvir, outras, se alguma vez ouvi, não percebi patavina do que aquilo queria dizer. Estas expressões e provérbios são tão importantes de saber como o vocabulário, pois tal como na língua portuguesa, em que os nossos "dizeres" são intrínsecos à nossa cultura e tão presentes nos nossos diálogos, o inglês não é excepção. Eles têm imensos. E nalguns não bate a bota com a perdigota, e o significado não é literal, por isso é sempre bom saber estas coisas.
Quem me conhece sabe que eu adoro provérbios e "frases feitas". A sério que adoro. Tenho sempre alguma relíquia de sabedoria popular como resposta para qualquer coisa. Os meus colegas já estão tão habituados a ouvir-me sair com um "there is this saying in Portugal..." que foi uma risada quando uma das minhas colegas inglesas se virou um dia para mim "Jesus, E.! How many sayings do you have in Portugal?!" E eu não consigo deixar de achar piada porque já em Portugal um dos meus melhores amigos me disse uma vez "Pareces a minha avó!" por causa das minhas estimadas filosofias populares. Sim, encarei isto como um grande elogio. Sim, continuamos amigos.

Ora aqui ficam algumas expressões inglesas:

"Practice makes perfect" - quem não conhece esta?
 "A bird in the hand is worth two in the bush" - tal e qual como em português!
"A rolling stone gathers no moss" - quem está sempre a saltar de um lado para o outro não cria raízes (pode ser positivou ou negativo).
"Every cloud has a silver lining" - Há sempre um lado positivo em tudo.
"Out of the frying pan and into the fire" - Ir de mal para pior.
"Horses for courses!" - cada um gosta de sua coisa, um pouco como o nosso o que seria do amarelo?
"Swings and roundabouts"- adoro esta! Significa as voltas que a vida dá. O que se perde num lado, ganha-se noutro. "What you lose on the swings, you gain on the roundabouts".
"Done on a shoe-string" - uma coisa feita à pressão.
"Keen as mustard" - estar entusiasmado com alguma coisa.
"Cold as a cucumber" - aquela pessoa a quem nada afecta.
"You have the gift of the gab!" - basicamente, bem aplicada a pol+iticos e arraçados, alguém que se safa na vida porque é bom falante.
"Piece of cake!" - Fácil...
"Kicked the bucket" - morreu, bateu a bota, também "popped the clogs" ou "pushed up the daisies". Oi?
"I'm in a rut" quando estamos naquela fase da vida que não estamos a ir a lugar nenhum e não sabemos o que fazer.
"I had to pay through the nose for it" - Custou-me os olhos da cara!
"He's hot under the collar" - tem um temperamento forte, hostil.
"Have kittens" - ter medo. Talvez porque os gatos são um bocado acagaçados.
"I'm a bit thin on top" - diz o homem que é careca. Adoro.
"The book is dog-eared" - quando um livro está velho e tem as pontinhas levantadas como orelhas de cão.
"Bit wet behind the ears" - ser ingénuo.
"Mutton dressed as lamb" - uma mulher mais velha que se veste como uma jovem. Tão má e tão machista.
"No spring chicken" - também chamam às mulheres mais velhas.
"The elephant in the room" - é aquele assunto em que toda gente tem na cabeça e ninguém quer falar.
"You're a sight for sore eyes!" - és uma alegria para a vista, pá!
"From the horse's mouth" - foi o próprio a dizer-me. Sim, eles têm uma panca com cavalos.
"Taken for a ride" - ser enganado. Ui que bailinho levaste!
"I've put my foot in it" - tem piada, este é o nosso pata na poça mas com menos estilo, ou "fiz merda".
"You could have knocked me down with a feather!" - Ficar chocado/surpreso com algo que se ouve.
"Over the moon" - esta também é conhecida. Estar extasiante de felicidade.
"I smell a rat" - desconfiar de algo. Aqui há gato.
"Talk shop" - falar de trabalho.
"Let's go dutch" - vamos dividir a conta.
"Empty vessels make the most sound" - quem não tem nada na cabeça é quem mais fala.
"As you sow, so you reap" - colhes o que semeias.
 "Once bitten, twice shy" - quando algo nos magoa, e passamos a ser extremamente cautelosos com tudo o que se assemelhe.
"Two wrongs don't make a right" - Se alguém se portou mal contigo, não é fazer-lhe o mesmo que vai resolver a questão.
"The grass is always greener on the other side of the fence" - A galinha da vozinha é sempre melhor que a minha.
"Handsome is as handsome does" - gestos bonitos é que tornam a pessoa bonita.
"Fish and guests smell after three days" - esta é qualquer coisa...
"Still waters run deep" - A calma e serenidade vão levar-te longe.

E pronto, por hoje fico-me por aqui que já chega de ensinamentos, o dia foi longo, amanhã é "another day, another pound" e vou deitar-me na cama que (não) fiz.



1 comentário:

Cristiano Ramos disse...

"It's all gone to the dogs..."