domingo, 30 de junho de 2013

Farewell dear June

Dá para acreditar que metade do ano já vai passada? Agora há que aproveitar o Verão. Possivelmente este fim-de-semana solarengo de 25º/26º em Londres foi o Verão a que vamos ter direito, mas chega p'ra lá pensamentos negativos....figas. Pois que eu planeio fazer coisas este Verão que implicam bom tempo.
Uma delas é explorar Londres de noite até o sol nascer, e se possível tentar entrar nalguns edifícios abandonados. Bom, esta ideia já me vem crescendo há algum tempo. Eu adoro cidades e adoro caminhar. Explorar a cidade de dia e fazer people watching já é comum, mas de noite é coisa rara. Pena, porque merece, e dá mesmo para conhecer o fundo da cidade, os mistérios... o que se passa quando não está ninguém na rua... e quem vem à rua nessas horas... Já o fiz aqui uma vez quando tive um amigo a visitar de Portugal, na noite antes dele regressar. Não deu para ficar até dia, porque ele tinha o vôo logo de manhã e estava frio, mas ainda caminhámos desde Temple até Waterloo. Eu, este amigo e o resto do grupo da universidade muito deambulámos pela nossa Covilhã, onde estudámos e nos conhecemos. Quando a conversa é boa e o cenário perfeito, não é preciso mais nada. Foi o que aconteceu ontem.
Ontem foi dia de gay pride e depois de mergulharmos nas multidões do Soho, fomos até ao pub (recém-habitual) onde ficámos até fechar e tentámos depois ir dançar num club. O objectivo era entrar na Heaven, em Charing Cross, mas pois que, olha logo que dia, já estava lotada. Aliás, qualquer sítio no centro estava lotado. Enfim, como a companhia era boa (um ex-colega espanhol e mais uns amigos que muito me fazem lembrar o meu grupo dos tempos da universidade) decidimos em conjunto ficar a caminhar pela rua. A falar, a cantar, a disparatar... Acabámos às três da manhã deitados em frente ao Palácio de Buckingham, debaixo da golden lady, a olhar para um céu sem estrelas mas com sorrisos nos lábios. Nos entretantos encontrámos uma moeda de 10p no chão e decidimos pedir um desejo em conjunto e deitá-la à fonte. E o desejo foi... txanan! Que o metro comece a funcionar 24 horas! Hahaha. Eu dei a dica e eles gostaram. Somos pessoas práticas.
Depois foi voltar a casa já com a luz do nascer do sol a dar sinal de si lá ao fundo. Priceless.
Hoje obviamente fiquei na cama até tarde, tinha que tratar de algum trabalho, e de roupa (!) mas ainda corri até Tower Bridge apanhar um pouco de sol. Temos que o aproveitar enquanto o temos, certo?

Créditos: Silverboy

Sem comentários: