terça-feira, 23 de abril de 2013

Então Ricky?

Que se passou sweet pea?
Antes eras aquele gajo laid back, com uns quilos a mais, e sempre com um copo de cerveja na mão, e fazias a festa! Eras tão fofo, e agora estás tão indie.
Isto a propósito que a T. ao passar na Regent Street viu uma fila enorme para entrar na Burberry, e ao que parece estavam lá a actuar os Kaiser Chiefs.
Depois a T. mandou-e esta imagem via facebook.


Eu odeio essa raça daqueles velhas/novas chatas que estão sempre a comentar o peso dos outros, mas é que foi o que me saltou logo à vista.
Depois vi esta!

E não sei se é por eu andar distraída/ocupada, ou porque o meu fling com o Ricky Wilson já ser coisa do passado, eu não sabia que este era o estado actual do rapaz! Está mais magro que um manequim da semana de moda de Paris, pergunto-me se também anda só a comer lenços de papel como as outras.
A verdade é que já é bem antiga a obcessão de uma certa faixa da cena rock/indie com a magreza e os skinny jeans. Inspirados pelos viciados em heroína dos anos 60/70, há essa norma silenciosa, que ser mais magro, é consequentemente ser mais roqueiro.
Mas eu, quando penso nas bandas que gosto, digamos que à parte dos Strokes, quanto menos quilos, menos qualidade...

This is the modern waaaaay, bem que canta ele.





Sem comentários: