segunda-feira, 28 de novembro de 2011

E cá por casa

As australianas já foram embora há uns tempos. Ao que parece uma delas ressonava que se fartava e a outra não aguentou mais. O Yamen disse-me que se ouvia do quarto dele e que a Stef e a Elisa (as italianas) também ouviam, eu cá nunca dei por nada! Mas ouvia a respiração forte dela quando subia as escadas, por isso está explicado o seu pequeno problema nocturno. O Yamen também vai deixar a casa para ir para a zona 5 (!), como é que é possível... Mas ao que parece a outra casa é espectacular (a julgar pelas fotos...) e vai morar com amigos.
Veio cá uma portuguesa ver o quarto vago, era simpática e tal e eu até comecei a gostar da ideia de ter cá outra tuga, mas enquanto estava nas escadas não pude deixar de ouvir a conversa dela com o Yamen. A miúda deve ser do mais racista que pode haver, pôs-se para ali a dizer que não quer viver com brasileiras porque os brasileiros só fazem m**** em Portugal, e que tem que confiar em quem vive porque (preparem-se), gosta de ter as suas Lois Vuitton (nem sei se escrevi bem isto!). Eu nem queria acreditar no que estava a ouvir. Espero sinceramente que ela não fique cá em casa e que o Yamen não fique com a ideia que os portugueses são uns todos uma cambada de preconceituosos e chauvinistas. Mas tem duas tugas cá em casa que são uns amores de pessoa, por isso, acho que não 'xD
Momento estúpido meu foi hoje enquanto estava a fazer o almoço, o Yamen vai fumar um cigarro para o terraço e eu já tinha percebido que estava com muito baixo astral mas nem lhe disse nada. Ele vem e pergunta-me "day off?" e eu "yes, but I'm really mad, I wanted to go to Richmond and have lunch outside but this weather..." e ele "I'm not good aswell, my father died yesterday..."
Podem imaginar a cena, eu ali a queixar-me do tempo e ele a viver um drama a sério. Senti-me a pessoa mais ridícula :S

Sem comentários: