sábado, 27 de agosto de 2011

18 dias :|


18 é menos que 20, e é só mais 3 que 15!!

Está oficialmente aberta a época de panicagem. Mas já é como dizia o outro, nada se faz sem uma boa dose de loucura...


terça-feira, 16 de agosto de 2011

A mão invisível


Tell me lies, tell me sweet little lies!! É um bocado roscóscofe esta canção, mas eu até gosto... E eu minto! Minto pouco, porque também pouco há a esconder (não sei se isto será bom ou mau). Minto quando não dá mesmo para omitir, ou para me poupar a uma figura triste. Mas de facto, ainda bem que minto pouco. É que mentiras minhas não sobrevivem muito tempo, devido à minha falta de jeito para as abarcar. Lembrei-me disto pela que me ia acontecendo hoje. Há uns tempo colaborei com uma daquelas empresas que fazem as visitas de cliente-mistério às grandes cadeias comerciais. A coisa até correu bem e fez-se, mas não estou interessada em repetir. O problema é que eles não perceberam da primeira vez que me ligaram (e provavelmente porque não têm mais ninguém)e toca de já há várias tardes me tentarem ligar, e eu sem paciência para os aturar que eles são mais teimosos que a Mafaldinha, não os atendo. Hoje recebi um e-mail, precisamente deles a darem-me parte das tentativas de contacto. Eu, naquela de vamos logo acabar com o assunto, decido inventar que agora estou a trabalhar até às 20h, e por isso é que não os atendo (esta é a parte misericordiosa das mentiras, é que não és tu que és chato, sou eu que não posso, também se aplica e principalmente às relações afectivas e sociais). Ali a escrever um coisinha toda pipi, e não é que já quando estava com a setinha em cima do botão "enviar" me apercebo (deve ter sido o diabinho em cima do ombro) que estava a mandar o dito mail às quatro e meia da tarde?? Ora se a esta hora estou a trabalhar imenso e sem tempo para os aturar, porque estou a mandar o e-mail? E é nisto que falho, e por isso me considero uma amadora na arte de mentir. É que eu até sou capaz de imaginar a mais bela casa, mas depois não percebo de arquitectura. É por estas que estou sempre a dizer que eu não conseguia ser má pessoa. É como o típico, quando estou a falar mal de alguém essa pessoa aparece ali à minha frente, toda iluminada, e esta situação já me aconteceu das formas mais invulgares, do estilo "mas o que é que este está aqui a fazer?? só pode ser por eu estar a falar mal dele". O meu karma tem rédea curta, se eu sou má para alguém recebo logo de volta instantaneamente, e muitas vezes a dobrar. Se belisco alguém, está logo ali a mão invisível para me dar uma chapada. Ou até a mão visível se for preciso xD
Mas lá para às nove da noite de hoje, vou mentir de certeza! =P





segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Hello, hello, hello petite demoiselle!

Vim aqui para escrever alguma coisa, mas como não tenho assim nada de jeito para dizer, vou colocar um video que me mostraram o outro dia e é deveras inspirador! Quando crescer, quero ser como o autocarro 62! Vejam porquê:




Só assim para finalizar, hoje fui buscar o meu passaporte e para não fugir à tradição, a foto tinha que mostrar alguma deficiência. Desta vez fiquei com os olhos descompensados, um mais acima do que o outro. Nada grave. :|



quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Coisas que não interessam nem ao sweet baby Jesus

Dei por mim a pensar, desde que acabei o curso, este é o primeiro mês de Agosto que não trabalho!

Abádidonque ã?

Datas a não esquecer (que eu sou uma cachopa muito organizada):