quinta-feira, 30 de junho de 2011

Os timings da vida

Dizia-me o outro dia um amigo, e com muita razão, que não podemos estar à espera dos outros para tomarmos as nossas decisões e para darmos passos em frente. E é nessas situações, que percebemos, o quanto, de facto, estamos sozinhos no mundo. Desde que nascemos, fruto das nossas escolhas, ou de escolhas que fizeram por nós, trilhamos um caminho que nunca segue paralelamente com o de outra pessoa, por mais que nos seja próxima. São linhas perpendiculares, por isso mesmo a um ponto se intersectam, e isso equivale a que nos conheçamos uns aos outros (e ainda bem, que é a melhor coisa que levamos desta vida), mas essas linhas seguem os seus caminhos distintos. Eu gosto de lhes chamar os timings da vida. E toda a gente tem os seus. Raramente coincidem. Indivíduo A e B. Se o A está estável, o B está em movimento, se B está disponível, B está em indisponível [credo, que atestado de prepotência científica que parece mais não-sei-o-quê], e assim vice-versa.

obs: achei que pôr esta imagem aqui dava um ar extremamente interessante ao post


Eu acho que se compreende o que eu estou para aqui a tentar dizer. Tentem lá aplicar isto à rotina da vida e às pessoas que conhecem e a vossa relação com elas, e vejam lá se não é verdade... Podemos considerar que é uma bostix, mas se calhar acaba por não ser. Temos que aceitar que as coisas são como são. O melhor mesmo é aproveitar ao máximo o ponto em que as linhas se intersectam, e isso dá-se quase todos os dias, com menos ou mais longevidade, e de resto, não ficar a dormir na sombra. Afinal somos seres vivos, seres VIVOS...
A vida lá fora chama por ti, e há zilhentas linhas no mundo. Põe a tua a andar!

[esta parte moralista foi porque reparei que o texto não chegava a conclusão nenhuma e por isso quis dar-lhe algum sentido]

1 comentário:

Silverboy disse...

Está perfeitamente explicado! A vida é como as linhas do metro, cada uma vem de um sítio diferente, tem alturas em que se cruzam umas com as outras em King's Cross e depois uns vão para Cockfosters e outros para Edgware... Ok menos!